Partilha Nossa Página no Facebook Vacinas Russas em Angola ~ Canal 82 | Agência de Notícias

sábado, 24 de dezembro de 2016

Vacinas Russas em Angola



Governo russo oferece vacinas a Angola


A Rússia vai doar a Angola 5,3 milhões de dólares para a compra de doses de vacina para o programa de controlo da febre-amarela em Angola, na sequência de um acordo rubricado ontem, em Luanda, entre o país europeu e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

O acordo foi assinado pelo embaixador da Rússia em Angola, Dimitry Lobach, e pelo representante do Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), Abubacar Sultan.

Com o dinheiro doado vão ser adquiridos 3,4 milhões de doses para imunizar mais de três milhões de pessoas e a realização de uma grande campanha de informação para a prevenção da proliferação da febre-amarela. As doses que vêm para Angola, no âmbito do acordo assinado ontem, são produzidas por uma empresa russa de medicamentos contra bactérias pertencente ao Instituto de Poliomielite e Encefalites Virulentas “Mihail Chumakav”.
O embaixador frisou que a doação é resultante de uma decisão do Governo russo de apoiar o grande esforço do Executivo na erradicação da epidemia, que já afectou muitas famílias. “Esperamos que a ajuda da Rússia ao povo angolano sirva para estreitar a parceria entre Angola e a Rússia e fortalecer também as posições do meu país como um dos doadores principais para a assistência ao desenvolvimento”, declarou o diplomata.
O representante da UNICEF, Abubacar Sultan, informou que o financiamento da Rússia é resultado da solidariedade entres os povos e explicou que a agência especializada das Nações Unidas é apenas intermediária na aquisição e entrega das doses da vacina contra a febre-amarela ao Ministério da Saúde.
Abubacar Sultan assegurou que a UNICEF vai continuar a trabalhar no sentido de ajudar o Executivo a resolver situações que envolvam principalmente crianças, sendo a saúde uma delas. 

Milhões já vacinados 

Na cerimónia, o director nacional da Saúde Pública, Miguel de Oliveira, depois de ter agradecido o que considerou nobre gesto da Rússia, disse que o financiamento é uma grande valia para Angola atingir a meta de vacinar 100 por cento da população contra a febre-amarela até Abril de 2017.

Miguel de Oliveira informou ter o Ministério da Saúde recebido, na semana passada, mais três milhões de doses da vacina contra a doença, cujo número vai ser aumentado para 6,6 milhões quando chegarem ao país as doses adquiridas através do financiamento russo. 
O director nacional disse não ser fácil encontrar, no mercado internacional, doses da vacina contra a febre-amarela por serem poucos os laboratórios que a produzem. Um dos laboratórios mais prestigiados do mundo está localizado na Rússia, acentuou o alto funcionário do Ministério da Saúde, que deu ênfase ao facto de o laboratório russo estar, há já algum tempo, a disponibilizar a Angola dose da vacina contra a febre-amarela, no âmbito de um mecanismo de aquisição estabelecido entre o Ministério da Saúde, UNICEF e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Na quarta-feira, o ministro da Saúde, Luís Gomes Sambo, anunciou que a epidemia da febre-amarela foi completamente erradicada do país.

Tag: Vacinas angola, vacina poliomialite angola, Luanda, Vacinas 2016.

ENVIAR PARA UM AMIGO...

FRASES DE AUGUSTO KENGUE CAMPOS

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

FRASES DE AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES (BAIXAR)

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES