Partilha Nossa Página no Facebook Angola: Ministra Carolina Cerqueira vai punir igrejas mentirosas ~ Canal 82 | Agência de Notícias

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Angola: Ministra Carolina Cerqueira vai punir igrejas mentirosas



As práticas das instituições religiosas que afectam as liberdades e direitos dos fiéis e que contribuem para a divisão da população em geral vão ser condenadas, afirmou ontem em Luanda a ministra da Cultura.


A afirmação foi feita pela ministra Carolina Cerqueira quando falava no Museu Nacional de História Natural. Num encontro que visou abordar a parceria entre o Estado e as instituições religiosas na promoção da solidariedade social, disse que as autoridades não estão indiferentes aos fenómenos praticados pelas igrejas e seitas que atentam contra o bem comum, pelo que os que assim procedem vão ser punidos à luz do que está plasmado na Constituição angolana.


As acções de falsos profetas de igrejas e seitas que usam o bom nome de Jesus Cristo para professar falsas ideologias, nos seus cultos, têm os seus dias contados, pois, realçou a governante,  em nada contribuem para a coesão social.

A ministra da Cultura discursou diante de uma plateia recheada de líderes de instituições religiosas e da sociedade civil e prometeu apoio incondicional às igrejas registadas.Carolina Cerqueira referiu que o Executivo angolano conta com todas as igrejas que cumprem com o objecto social para a qual existem, que passa por auxiliar as autoridades e instituições do Estado na promoção da paz e harmonia social. A disponibilidade das autoridades angolanas, que sempre se propuseram a colaborar e a acompanhar as acções religiosas junto das comunidades, visa fortalecer as relações entre o Estado e as igrejas por forma a garantir a promoção da identidade nacional para a defesa de uma cidadania exemplar e actuante, disse.De acordo com Carolina Cerqueira, o trabalho desenvolvido pelas igrejas é fundamental por constituir uma mais-valia na melhoria da vida espiritual da população.

A ministra da Cultura pediu maior responsabilidade aos líderes religiosos na realização das suas acções em 2017, pois representa mais uma etapa na história moderna de Angola.
A igrejas, disse, devem continuar a realizar as suas acções e o Executivo não fica indiferente por constituírem parceiros essenciais e indispensáveis para o desenvolvimento da nação angolana. 

O sociólogo Paulo de Carvalho defendeu que as igrejas devem contribuir para combater a má administração pública e atender questões sociais da população em geral.

O consultor do Ministério da Cultura dissertou o tema “As igrejas e a solidariedade social”, no qual recordou que as acções das igrejas são executadas com base em programas que envolvem actos de caridade. A ministra visita hoje os Museus Óscar Ribas e da Escravatura.

Tag: Angola Feitiço, cultura e igrejas angola.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES