Partilha Nossa Página no Facebook Angola está livre da febre amarela ~ Canal 82 | Agência de Notícias

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Angola está livre da febre amarela



O ministro da Saúde, Luís Gomes Sambo, declarou hoje, sexta-feira, em Luanda, o fim da epidemia da febre-amarela em Angola, inicialmente detectada na cidade capital em Dezembro de 2015.

Em conferêmcia de imprensa para declarar o fim da epidemia, realizada pelo Ministério da Saúde, Luís Gomes Sambo disse que tendo em conta que os últimos casos de febre-amarela ocorreram a 23 de Junho de 2016 nos municípios do Kwanhama, na província do Cunene, e Cambambe, no Cuanza-Norte, e notando que nos últimos seis meses não foi confirmado nenhum novo caso no país, declara-se o fim da doença.

Acrescentou a fonte, que tendo em conta que o sistema de vigilância epidemiologica mantem-se activo até a presente data e considerando ainda o sucesso das campanhas de vacinação contra a febre-amarela a nível dos municípios com elevado índice de cobertura vacinal dá-se por fim a epidemia da febre-amarela.

Esclareceu ainda que o periodo de incubação da febre-amarela é de 3 a 6 dias, podendo ir até 37 dias. Considerando um intervalo de confiança de 95 porcento, o referido periodo passa para 45 dias, razão pela qual aguardou-se mais quatro meses e meio depois da última notificação antes da declaração do fim da epidemia.

De acordo com o ministro, Angola enfrentou uma das maiores epidemia de febre amarela urbana registada em Africa, epidemia que comprometeu a saúde de milhares de pessoas que sub carregou o serviço nacional de saúde.

A epidemia de febre amarela inicialmente detectada na província de Luanda propagou-se por 16 províncias do país sendo motivo de grande preocupação a nivel nacional uma vez que evolui simultaneamente com a epidemia de malaria.

"A nivel mundial esta situação foi motivo de apreensão pelas suas imprevisiveis consequências, devido ao risgo de propagação transfronteiriço", referiu.

Salientou que apesar da restrição de recursos decorrentes da crise financeira, o Executivo angolano disponibilizou fundos suficientes para o combate a epidemia, nomedamente compra de vacina amarilica e financiamento das operações no terreno.  

Tag: angola febre amarela, epidemia de febre amarela angola, angola, febre amarela, doenças em luanda. ministerio dfa saude angola.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES