Partilha Nossa Página no Facebook Criopreservação: Jovem de 14 anos aceita ser congelada na Grã Bretanha para acordar em 100 anos ~ Canal 82 | Agência de Notícias

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Criopreservação: Jovem de 14 anos aceita ser congelada na Grã Bretanha para acordar em 100 anos



Alcor é uma das empresas dos EUA que faz criopreservação de seres humanos.

Uma menina britânica de 14 anos, que morreu recentemente de cancro, foi congelada por criogenização na esperança de ser ressuscitada e curada no futuro. A vitória que obteve em tribunal poucos dias antes da sua morte é inédita na Grã-Bretanha. A decisão, tomada em outubro pelo juiz Peter Jackson, do Tribunal Superior de Justiça de Londres, foi tornada pública hoje, de acordo com o desejo da jovem, que pediu anonimato.


Numa carta endereçada ao juiz, a jovem, que sofria de uma forma rara de cancro, pediu-lhe a oportunidade de "viver mais tempo".
"Eu tenho apenas 14 anos e não quero morrer, mas sei que vou morrer", escreveu a jovem, citada pela agência France Press. "Creio que o facto de ser criopreservada irá dar-me uma oportunidade de ser tratada e de acordar, mesmo que seja daqui a centenas de anos".
O desejo da adolescente criou uma disputa familiar, pois o seu pai divorciou-se da sua mãe e era contra esta solução.
Ao longo dos últimos oito anos de sua vida, a adolescente não manteve contacto diário com o pai, que expressou as suas preocupações sobre o custo e as consequências do projeto da sua filha.
Devido ao seu estado debilitado, a jovem não pôde comparecer à audiência. O seu corpo já foi transferido para os Estados Unidos, para uma instituição especializada em criogenia.
Na petição, a jovem pediu ao tribunal para dar à sua mãe todos os poderes para fazer tratar dos seus restos mortais.
Depois de decidir a seu favor, o juiz Jackson disse que tomou a decisão pelo interesse da jovem e para resolver uma disputa familiar, mas não numa base científica.
"Não é surpreendente que este pedido seja o único de seu tipo nos tribunais deste país e, provavelmente, em outros lugares" do mundo, declarou Peter Jackson, segundo a agência Press Association.
"Este é um exemplo das novas perguntas que a ciência está a colocar à Lei", disse o juiz, saudando a coragem da jovem no processo.

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES