Partilha Nossa Página no Facebook HUAWEI AMEAÇA SUPERAR SAMSUNG ~ Canal 82 | Agência de Notícias

terça-feira, 8 de setembro de 2015

HUAWEI AMEAÇA SUPERAR SAMSUNG



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 08 Setembro 2015:

Nos últimos três anos, a Samsung Electronics Co. tem ocupado a liderança mundial na venda de smartphones, mas ela está vendo sua posição ser ameaçada pela sua rival chinesa Huawei Technologies Co, que vem registrando um rápido crescimento.

Conhecida como uma fornecedora de equipamentos de telecomunicações para operadoras globais, a Huawei já ultrapassou a Samsung na China, o maior mercado mundial, onde 425 milhões de smartphones devem ser vendidos este ano. Globalmente, a empresa se tornou a terceira maior fabricante de smartphones no segundo trimestre, segundo dados do IDC. Isto deve-se, em parte, à sua capacidade de ampliar sua participação de mercado no Oriente Médio e África, onde o avanço nas vendas de smartphones supera o de qualquer outra região.

Com alta de 87% na receita com smartphones no primeiro semestre do ano, a Huawei prevê que o lucro dessa divisão mais que dobre em 2015. Se essa velocidade de crescimento continuar, a Huawei espera que vai desafiar os principais concorrentes deste mercado: a Samsung e a Apple Inc.
“O melhor produto e a melhor inovação estão vindo da Huawei. Nem da Apple, nem da Samsung”, disse em julho Richard Yu, que comanda a divisão de consumo da Huawei, que inclui smartphones.

A Huawei está tentando deixar para trás sua fama de fabricante de celulares baratos ao ampliar as vendas de modelos mais sofisticados, com preços mais elevados. Na semana passada, na feira de produtos de consumo IFA, em Berlim, a Huawei apresentou seu novo modelo Mate S, que custará pelo menos 600 euros na Europa — seu telefone mais caro até o momento. Ele terá uma tela sensível ao toque de 5,5 polegadas que pode distinguir entre um leve toque e um aperto mais forte, um recurso similar ao que, segundo pessoas a par do assunto, deve ser incluído nos novos iPhones que a Apple deve apresentar amanhã.

O novo celular pode ajudar a Huawei a ganhar mais terreno contra a Samsung. As duas empresas concorrem em segmentos de preços similares e ambas fabricam aparelhos com o sistema operacional Android, do Google Inc.
A participação de mercado global da Samsung vem caindo diante da concorrência com a Huawei e outras rivais chinesas nos últimos 12 meses. No segundo trimestre, as vendas de smartphones da Samsung caíram 2,3%, com sua participação global recuando de 25% para 22%, segundo a firma de pesquisa IDC. Em contraste, as vendas de smartphones da Huawei cresceram 48% em relação ao ano anterior, resultando em uma fatia de mercado de 8,9%. A empresa passou a ser a concorrente com crescimento mais rápido entre os cinco principais fabricantes globais, informa o IDC.

Bhekinkosi Ncube, um consultor jurídico de 23 anos em Johannesburgo, já teve vários smartphones da Samsung. Em julho, ele comprou pela primeira vez um aparelho da Huawei, pela internet, pagando US$ 300 pelo modelo Ascend P7, com tela de alta resolução e bateria com maior duração que o Galaxy A5, da Samsung, que na mesma loja on-line custa mais. “A Huawei está muito mais descolada do que costumava ser”, diz.

No Oriente Médio e na África, a fatia de mercado da Huawei mais que quadruplicou em dois anos, de 2,6% no segundo trimestre de 2013 para 11% no segundo trimestre deste ano, enquanto a fatia de mercado da Samsung caiu de 53% para 32% no mesmo período, segundo o IDC.

Com o mercado chinês de smartphones ficando mais saturado, o Oriente Médio e a África estão se tornando cada vez mais importantes. No segundo trimestre, as vendas totais de smartphones no Oriente Médio e África saltaram 60%, segundo o IDC.

“Com planos agressivos de expansão na região, especialmente na África, a Huawei continuará a ser uma ameaça para a Samsung”, diz Nabila Popal, gerente de pesquisa do IDC para o Oriente Médio e África.

A Samsung não quis comentar sobre sua perda de mercado e como planeja reduzir a concorrência da Huawei.

Ashraf Fawakherji, que dirige a divisão de smartphones da Huawei no Oriente Médio, começou a trabalhar na empresa chinesa no início de 2013, depois de gerenciar a unidade de celulares da Samsung no Golfo Pérsico por seis anos. Ele disse que para competir com a capitalizada Samsung, a Huawei precisou usar a criatividade em seu marketing.

A primeira campanha de sua equipe no Facebook em 2013 pedia para as pessoas pronunciarem “Huawei”. Milhares de pessoas na região enviaram suas vozes gravadas para ganhar smartphones Huawei gratuitamente.

A Huawei contratou Nancy Ajram, uma cantora popular no mundo árabe. Em abril, a empresa lançou um concurso on-line pedindo aos fãs para que enviassem vídeos cantando uma das músicas de Ajram. Os finalistas cantaram em frente da estrela e o vencedor recebeu US$ 25 mil em ouro maciço.

A Huawei também está conquistando mercado em partes da Europa, onde ela está patrocinando equipes profissionais de futebol, como o time espanhol Atlético Madrid e o italiano AC Milan. No segundo trimestre, sua participação de mercado na Espanha subiu de 6% para 10% e na Itália, de 7% para 9%, segundo o IDC.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES