Partilha Nossa Página no Facebook ANGOLA E ACNUDH DE COSTAS VIRADAS ~ Canal 82 | Agência de Notícias

sábado, 16 de maio de 2015

ANGOLA E ACNUDH DE COSTAS VIRADAS



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 15 Maio 2015: O porta-voz do Escritório do ACNUDH, na Suíça, pediu na terça-feira que seja nomeada uma comissão independente para investigar os confrontos entre a polícia angolana e a seita "A luz do mundo", liderada por Julino Kalupeteka, que terminaram, segundo as autoridades, com nove polícias mortos e mais treze vítimas entre os fiéis, número que a oposição angolana diz ser muito superior.
"Têm existido relatórios alarmantes nas últimas semanas sobre um alegado massacre na província central do Huambo, em Angola. Temos trabalhado para recolher mais informação sobre o incidente, mas os factos permanecem por esclarecer, com grandes diferenças do número de vítimas", disse, em comunicado, o porta-voz da ACNUDH, Rupert Colville.
Em comunicado divulgado na noite de sexta-feira pela agência de notícias estatal angolana, Angop, o Governo de Angola considera que que estas declarações "não são sustentadas por quaisquer provas" e que "foram amparadas por falsas declarações prestadas por elementos tendenciosos e absolutamente irresponsáveis, com a intenção de difamar não só as instituições angolanas, mas também todos os seus cidadãos".
Pelo menos duas forças políticas da oposição angolana estiveram na zona dos confrontos, ocorridos a 16 de abril no município da Caála, e relataram publicamente um cenário de "massacre", apontando entre "centenas" e mais de 1.000, o número de vítimas mortais entre os seguidores da seita, ilegal em Angola.
"Consideramos difícil de acreditar que tenham sido mortas e enterradas mais de 1.000 pessoas durante uma noite, sem deixar vestígios, por um efetivo de menos de 50 homens", afirma o Governo angolano, recordando que o líder da seita está detido e que o caso está a ser investigado pela Procuradoria-Geral da República.
No comunicado anterior, aquele organismo da ONU mostra-se preocupado com a posição do Estado angolano sobre aquela confissão religiosa e criticando a atuação dos media estatais que condenaram "violentamente" a seita, pedindo "um inquérito verdadeiro e independente, com uma rigorosa investigação" que faça um "balanço correto do número de vítimas".
"Percebemos que alguns dos membros da seita e seus familiares permaneçam escondidos com medo de mais violência", salientou o porta-voz ACNUDH.
Nesta resposta, o Governo de José Eduardo dos Santos "lamenta que o Alto Comissariado tenha ignorado deliberadamente as violações aos Direitos da Criança, em particular, e aos Direitos Humanos em geral, perpetrados pela referida seita", numa alusão às práticas desta igreja, que travava a escolarização e vacinação dos fiéis, advogando o fim do mundo em 2015.
"Deste modo, o Governo Angolano, em nome de todos os seus cidadãos, insta o Alto Comissariado das Nações Unidas a apresentar provas das suas declarações ou que se retrate imediatamente apresentando um pedido oficial de desculpas", remata a notícia, citando o comunicado oficial.
Tag: Seita Religiosa Kalupeteca, A luz do Mundo, José Kalupeteka lider da Seita, justino kalupeteka foi preso.
SP angola

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES