Partilha Nossa Página no Facebook NOTÍCIAS EM RESUMO-ANGOLA ~ Canal 82 | Agência de Notícias

terça-feira, 31 de março de 2015

NOTÍCIAS EM RESUMO-ANGOLA


Por: AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 31 Março 2014:

Presidente do Congo Está em Angola
O Presidente do Congo Brazzaville, Denis Sassou Nguesso, está desde ontem em Luanda, para uma visita oficial de três dias, e é recebido, hoje, no Palácio Presidencial na Cidade Alta, pelo seu homólogo angolano, José Eduardo dos Santos.

Os estadistas vão passar em revista as relações entre Angola e o Congo. Os dois Chefes de Estado vão presidir às conversações oficiais entre os dois países, que culminam com a assinatura de três acordos, de supressão de vistos em passaportes diplomáticos e de serviço e nos sectores da Defesa, Transportes e Comércio Transfronteiriço.
O programa da visita do estadista congolês contempla  deslocações ao Memorial Dr. António Agostinho Neto e à Assembleia Nacional, onde é recebido pelo presidente deste órgão de soberania, Fernando da Piedade Dias dos Santos. O Presidente Denis Sassou Nguesso vai deslocar-se à Província de Benguela, onde visita vários empreendimentos económicos.

Comissão bilateral

Angola propôs ontem à República do Congo parcerias sólidas que aproximem interesses comuns e intensifiquem o intercâmbio entre sectores público e privado dos dois países.
O ministro das Relações Exteriores disse, na abertura da sétima reunião da Comissão Bilateral da Cooperação Angola-Congo, que o objectivo é criar um clima favorável à elevação dos níveis das relações económicas e comerciais com benefícios mútuos. Georges Chikoti afirmou que a cooperação deve assentar “em pilares com força sinérgica que potencie os eixos de desenvolvimento de cada um dos países e afinem a relação política, económica e social, com objectivos e horizontes temporais”.
A cooperação entre Angola e Congo, prosseguiu, tem um bom desempenho político e exige maior articulação social, mas é no domínio económico que os dois países devem dar maior impulso e por isso é preciso identificar os eixos comuns de desenvolvimento. 
O também presidente da Comissão Bilateral de Cooperação Angola-Congo, Georges Chikoti, declarou estarem em execução programas e projectos estruturantes destinados a criar condições para a economia angolana ser mais competitiva na região e reduzir a pobreza.

Níveis de crescimento


Angola e o Congo, acentuou, conheceram níveis elevados de crescimento económico, desenvolvimento humano e estabilidade política, mas o momento é difícil para os dois países.
Angola e Congo, disse, são produtores de petróleo de referência em África afectados pela queda vertiginosa dos preços no mercado internacional.
Georges Chikoti recordou que o Executivo aprovou uma estratégia cujas bases para este ano assentam na reforma fiscal para manter a estabilidade macroeconómica num contexto internacional incerto e difícil, enquanto prosseguem os esforços da diversificação da economia nacional. O ministro salientou que no plano interno há grandes progressos na consolidação das instituições democráticas e a nível internacional “Angola está preocupada com os recentes episódios que perpetuam a instabilidade política e prevalência de conflitos, bem como ocorrências de situações estranhas no Mundo moderno”. 
A paz, segurança e a estabilidade em África, disse, constituem um compromisso cuja materialização é inadiável, por constituírem os alicerces para o progresso e desenvolvimento dos dois países.
O ministro realçou, por outro lado, sobre o empenho de Angola e do Congo em organizações sub-regionais, como a Comunidade Económica dos Estados da África Central  (CEEAC), Conferencia Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), Comissão do Golfo da Guiné, o que tem contribuído para a procura de soluções concertadas para a paz, segurança e estabilidade, em particular no leste da RDC, República Centro Africana e África em geral. 
Georges Chikoti defendeu a continuidade de concertação de posições que conduzam ao fim dos conflitos na região e que permitam realizar um combate sem tréguas à imigração ilegal, pirataria marítima, tráfico ilícito de pessoas e bens, crimes transfronteiriços e terrorismo internacional.
O ministro referiu o interesse de se realizarem regularmente encontros entre os dois países para se avaliar a cooperação, perspectivar acções e promover e harmonizar interesses comuns, tanto no plano bilateral e regional, como a nível internacional. Georges Chikoti afirmou que a visita do Presidente do Congo a Angola, iniciada ontem, se inscreve no quadro da consolidação dos laços históricos de fraternidade, solidariedade, amizade e cooperação. 
Na reunião da comissão mista, que terminou ontem, os dois países negoceiam vários acordos e devem assinar alguns durante a visita do Presidente do Congo, Denis Sassou Nguesso.
Os acordos, disse, traduzem a vontade clara dos dois países em inaugurar uma nova era de cooperação. Os dois países, afirmou, devem prosseguir os esforços para desenvolver os entendimentos existentes e procurar alargar a cooperação de forma a contribuir para o bem-estar e a segurança dos povos.
O ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação da República do Congo, Basile Ikouébé, defendeu uma parceria económica que esteja à altura das potencialidades dos dois países e novos métodos de aplicação dos acordos.
O ministro manifestou a vontade do Congo de se construir “um eixo forte entre  Brazaville e Luanda” para consolidar as relações de boa vizinhança e integração sub-regional.
Basile Ikouébé, que felicitou Angola pela presidência da Região dos Grandes Lagos, reconheceu que a sua presença na CEEAC permite gerir a crise na República Centro Africana.
Tal como Angola, acentuou, o Congo vive a crise da baixa do preço do petróleo. A produção conjunta de petróleo no Bloco 14, em \'offshore\', arranca ainda este ano e deve atingir os 36 mil barris de crude por dia, foi ontem anunciado pelo ministro Botelho de Vasconcelos.


Festishow angola acontece em angola 


A cantora brasileira Kataleya junta-se a Yuri da Cunha, Ary, Bebucho Q Kuia e ao Dj Jesus para um concerto integrado no FestiShow no dia 28.O espectáculo tem lugar no Link Space, no Gamek. O FestiShow, uma fusão de Festa e Show, vai ser animado pelos Dj PzeeBoy, Babo e Claúdio B.

Ricardo e Paulo Alves em Windhoek

Os Djs Paulo Alves e Ricardo Alves animam o dia 4 de Abril, em Windhoek, na festa do Dia da Paz em Angola, que se realiza no At Nampower Convetion Center. Paulo Alves recebeu o prémio de Melhor DJ no Angola Music Awards. O irmão Ricardo também é apresentador do programa radiofónico Mixfm. Paulo Alves nasceu em Luanda aos 5 de Junho de 1978. O seu irmão mais velho, Ricardo é, igualmente, natural de Luanda e nasceu a 16 de Janeiro de 1977. Ambos comemorararm recentemente 15 anos de carreira e celebraram o evento com a gravação de um CD. Autores do programa Mixfm e produtores de eventos, os manos já conquistaram a admiração de muitos angolanos e estrangeiros.

 

Discurso de José Eduardo dos Santos na Chegada de Denis Sassonguessó á Luanda

 

SUA EXCELÊNCIA DENIS SASSOU N’GUESSO,
PRESIDENTE DA REPÚBLICA DO CONGO,
DISTINTOS MEMBROS DA DELEGAÇÃO CONGOLESA E DA DELEGAÇÃO ANGOLANA,
MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES,


É sempre com enorme prazer que o Governo e o Povo angolano recebem Vossa Excelência  e Caro Irmão no nosso país. Esta sua visita vai permitir reforçar os tradicionais laços de fraternidade, solidariedade e cooperação que desde há seculos unem os nossos dois povos.

A presença de Vossa Excelência entre nós não pode, por isso,  deixar de evocar a história comum e o passado recente de grandes sacrifícios consentidos pelo Povo congolês para apoiar o Povo angolano durante a sua Luta de Libertação contra o colonialismo e pela Independência Nacional.
Foi, de facto, um período inesquecível da nossa História comum, que as gerações vindouras irão recordar com orgulho. Tivemos a ousadia e a coragem de enfrentar um inimigo poderoso, porque tínhamos do nossa lado a razão e a certeza de que lutávamos pela dignidade dos nossos povos e do Continente africano.
Quando foi necessário, também Angola esteve ao lado do povo congolês para apoiá-lo na luta contra as ingerências externas e no restabelecimento da paz e da estabilidade. Hoje os nossos dois países trilham os caminhos da soberania plena e almejam atingir o desenvolvimento que proporcione bem-estar, felicidade, paz e segurança a todos os cidadãos.
São estes objectivos, aliados à confiança recíproca que soubemos construir, que nos motivam a incrementar a nossa cooperação bilateral. Saudamos a realização da Comissão Mista e os acordos que vão ser assinados por ocasião da visita de Vossa Excelência nos domínios da Defesa, dos transportes fluvial e marítimo, do comércio transfronteiriço e da supressão de vistos nos passaportes diplomáticos e de serviço.
Sugerimos o reforço e aperfeiçoamento das regras que regem a circulação de pessoas e bens, por forma a disciplinar mais o comércio na zona transfronteiriça e assegurar o contacto regular entre as estruturas administrativas dos dois países. Também é importante que se criem mecanismos de gestão e acompanhamento dos compromissos assumidos pelos nossos Governos no âmbito da cooperação bilateral e das consultas diplomáticas.
Por outro lado, devemos trabalhar juntos para evitar a imigração ilegal e prevenir as suas consequências nefastas, através da estrita aplicação dos instrumentos bilaterais existentes e do reforço dos mecanismos de controlo dos dois países.
SENHOR PRESIDENTE,
Congratulamo-nos com os resultados positivos que o Congo tem conhecido sob a vossa liderança nos mais distintos domínios da vida nacional, entre os quais são dignos de menção o índice de crescimento económico, que propicia melhores pespectivas de vida e de bem-estar para o Povo congolês.
A consolidação do vosso desenvolvimento e do vosso sistema democrático constituem também um contributo valioso para a paz e para a estabilidade regional e sub-regional. Neste contexto, felicito Vossa Excelência pelo papel que tem desempenhado na mediação entre as partes do conflito que existe na República Centro-Africana, visando criar um quadro favorável ao restabelecimento da paz e da reconciliação.
Pode continuar a contar com o apoio de Angola no cumprimento desta missão. Na verdade, Angola e a República do Congo têm o dever moral, por razões históricas, de desenvolver todos os esforços ao seu alcance para que o nosso Continente, de um modo geral, entre numa era de paz, estabilidade, progresso e bem-estar dos seus povos.
Desejamos continuar a trabalhar juntos neste sentido, ao mesmo tempo que reforçamos a cooperação económica, científica e cultural no plano bilateral. Reitero os votos de boas-vindas e desejo a Vossa Excelência e à Delegação que o acompanha uma agradável estadia em Angola.

 

 

Regresso de Roderick Nehone

Roderick Nehone apresentou em Luanda os seus mais recentes livros infantis, “Kid Kamba - no Dia em que Luanda Ficou Sem Petróleo” e “Kid Kamba na Tv”, que conta a história de um super herói angolano, Kid Kamba, que tenta com os seus parceiros Água Brava, Terra Plena, Fogo Feio e Vento Lento resolver alguns problemas sociais que afectam a capital.Roderick Nehon, pseudónimo literário de Frederico Manuel dos Santos e Silva Cardoso, nasceu em Luanda em 26 de Março de 1965. Em 1989 concluiu a licenciatura em Direito na Universidade Central de Las Villas, Cuba. Foi docente da Universidade Agostinho Neto de 1991 a 2004.

 

 OUTRAS NOTÍCIAS

Mestre Dangui apresenta CD | Mestre Longua Apresenta Cd
Angola apurada para os jogos do Rio 2016
Angola Vence Brasil no andebol Feminino Angola 40 Anos
Angola perdeu com Costa do Marfim em Futebol

FONTE: JA, INTERNET

Tag: Angola Noticias, Ultimas Noticias de Angola, Musicos Angolanos, Canais de Noticias de Angola, ANGOLA 40 ANOS DE INDEPENDÊNCIA LOGO, angola 40 anos logotipo..

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES