Partilha Nossa Página no Facebook Angola e Reino Unido reforçam cooperação ~ Canal 82 | Agência de Notícias

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Angola e Reino Unido reforçam cooperação




A busca de novos mecanismo para o incremento da cooperação entre Angola e o Reino Unido esteve no centro do encontro, esta manhã, na sede do Ministério das Relações Exteriores entre o Secretário de Estado do Mirex, Manuel Augusto, e o ministro deste país para África e Médio Oriente, Tobias Ellwood. 

À saída do encontro, o Secretário de Estado do Mirex, Manuel Augusto, referiu que as relações entre Angola e a Grã-Bretanha são boas, mas os dois países reconhecem que ainda não tem sido feito o suficiente para explorar o potencial da cooperação económica. 

Sendo esta uma potência e Angola um país com um grande leque de recursos, para Manuel Augusto a conjugação destes factores pode beneficiar os dois países. 

“Esta visita é importante por ser a primeira do governante britânico após o anúncio da saída da Grã-Bretanha da União Europeia e Angola, naturalmente, estava interessada em saber qual a diferença que isto haveria de provocar no relacionamento entre os dois países”, argumentou. 

Neste contexto, frisou que este país sente-se mais livre para estabelecer a cooperação bilateral com os seus parceiros sem estar “amarrado” às condicionantes dos seus parceiros UE. 

Disse também que, apesar de curta, a visita será intensa, porque naturalmente que em relação a Angola existe a expectativa de saber como será o processo político uma vez nos encontrarmos num ano de eleições. 

Por sua vez, o ministro Tobias Ellwood referiu ser um grande prazer estar em Angola nesta qualidade, pelo facto de existir um grande interesse entre os dois países no reforço da cooperação. 

“Angola está a embarcar num novo capítulo, com as eleições a terem lugar, é um país que tem de abrir-se por causa do problema do petróleo, dai que está a olhar para a diversificação e a Grã-Bretanha está preparada para dar apoio a uma série de aspectos”, referiu. 

Acrescentou ainda que esta deslocação a Luanda visa dar seguimento ao memorando de entendimento assinado em 2016, buscando mecanismos de como poderão intensificar o trabalho em áreas como agricultura, infra-estrutura, educação, transporte e finanças, uma vez que existem grandes oportunidades nestes segmentos para a colaboração. 

Em relação ao processo de saída da União Europeia e em como isso afectaria no relacionamento com Angola, Tobias Ellwood argumentou que existe uma grande oportunidade para os dois países trabalharem conjuntamente, não tendo a Grã-Bretanha estar condicionada ao consenso dos outros 27 países do bloco europeu, implementando directamente as acções. 

“Esta é a razão da minha deslocação para aqui, para vermos quais as oportunidades existentes”, disse. 

Ainda em relação a Angola “nós queremos ver um bocadinho mais de abertura no que diz respeito ao sector financeiro, para podermos ver em que poderemos ajudar”. 

“Com um pacote certo Angola poderá ser muito atraente para o investimento”, concluiu.


PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

FRASES DE AUGUSTO KENGUE CAMPOS

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

FRASES DE AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES (BAIXAR)

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES