Partilha Nossa Página no Facebook Angolano no órgão técnico da Interpol ~ Canal 82 | Agência de Notícias

domingo, 13 de novembro de 2016

Angolano no órgão técnico da Interpol



A eleição do superintendente chefe Isaías da Silva Trindade, do Serviço de Investigação Criminal (SIC), para integrar a Comissão de Controlo de Ficheiros da Organização Internacional de Polícias Criminais (Interpol) constitui “um ganho extremamente importante para o país”, disse ontem, em Luanda, o ministro do Interior, Ângelo Tavares.


“Para o país é um ganho extremamente importante porque vai permitir que, com este nosso membro presente, possam ser avaliadas situações de cidadãos nacionais que eventualmente possam estar a ser inseridos com alguma irregularidade na lista de procurados”, referiu o governante no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro.


De acordo com o ministro, que falava à imprensa à chegada ao país, proveniente de Bali - Indonésia, esta Comissão é um dos mecanismos mais importantes da organização, visto ter responsabilidade de fazer avaliações periódicas da situação dos alertas vermelhos e da retirada e/ou inserção dos cidadãos das listas dos procurados.

“Pois isto, dá-lhe a possibilidade de defender também alguns interesses de Angola (….)”, expressou Ângelo Tavares, que chefiou a delegação angolana que participou na  85ª Sessão da Assembleia-Geral da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), realizada em Bali, Indonésia. A eleição do oficial sénior do SIC decorreu à margem da 85ª Assembleia-Geral da Interpol, com 35 votos, para um mandato de cinco anos como responsável pela pasta da cooperação policial internacional, superando os candidatos dos Estados Unidos da América, Alemanha, Suécia, Reino Unido, Itália, Bélgica e Canadá.

Isaías Trindade, 52 anos, é formado em Direito Internacional, com mestrado em Ciências Jurídicas. Foi representante da Interpol em Angola de 2005 a 2013, e para a eleição a este cargo contou com o apoio do grupo dos países africanos, da América Latina, bem como da Moldávia e da Federação Russa.

A Comissão de Controlo de Ficheiros da Interpol é o órgão que procede ao controlo, processamento de dados pessoais e publicação dos mandados e captura internacional.

Combate ao terrorismo

Ângelo Tavares disse que a 85ª Sessão da Assembleia-Geral da Interpol foi uma reunião extremamente importante que abordou temas bastante actuais e a estratégia da organização para o combate a diversos tipos de crimes. Neste particular, referiu-se ao combate ao terrorismo, aos crimes violentos e organizados, às novas formas de cometimento de crimes e aos crimes cibernéticos, além da actualização de alguns regulamentos internos e da eleição de novos membros para a comissão de controlo dos ficheiros da Interpol.

“A reunião foi extremamente importante. A organização começa a dar passos para ser cada vez mais forte e coesa, criando mecanismos que acompanham as novas formas de cometimento de crimes, assim como novos métodos de combate a crimes, com particular atenção para as novas tecnologias de informação”, frisou.

À margem da reunião, o ministro do Interior reuniu-se com o vice-ministro da Segurança Pública da China, Meng Hongwe, com quem abordou aspectos inerentes ao reforço da cooperação bilateral no domínio da segurança pública.

O vice-ministro chinês, eleito presidente da Interpol na 85ª Sessão da Assembleia-Geral da organização, manifestou a disponibilidade da China apoiar a implementação da Plataforma Informática para a Gestão da Segurança Pública em Angola. 

De acordo com o ministro do Interior, Meng Hongwe regozijou-se com o trabalho desenvolvido por Angola, que resultou na captura de estrangeiros que praticavam raptos no país, crimes em que também foram vítimas cidadãos estrangeiros.


JA

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES