Partilha Nossa Página no Facebook POLÉMICA ENVOLVENDO ANSELMO RALPH E CASACO COM SÍMBOLO RACISTA ~ Canal 82 | Agência de Notícias

terça-feira, 24 de novembro de 2015

POLÉMICA ENVOLVENDO ANSELMO RALPH E CASACO COM SÍMBOLO RACISTA



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 24 Novembro 2015:

Mentor do The Voice usou um casaco com uma bandeira que é tida como um símbolo racista

A roupa que Anselmo Ralph usou na última gala do The Voice está a dar que falar. O cantor usou um casaco verde que tinha estampado no braço direito a bandeira da época da guerra civil dos Estados Unidos, mas que também é um símbolo usado por grupos racistas, facto que está a gerar polémica. 




À VIP, a assessoria de imprensa de Anselmo Ralph explicou que tudo não passou de um “equivoco”, gerado pelo “stress das gravações”. “Basicamente o que se passou foi que os mentores do The Voice estavam todos vestidos de preto. Quando a produção reparou pediu, à última da hora, para que trocassem de roupa. Mandámos vir uma nova, ele vestiu-se, e ninguém reparou no casaco. Ninguém se apercebeu do significado. É um casaco da linha do Kanye West. Foi um equívoco. Estávamos em grande stress, como são todas as gravações”, disse, acrescentando: “Não há qualquer ligação com o racismo, nem fazia sentido sendo o Anselmo negro. Como referi, estavam várias pessoas a trabalhar nas gravações e ninguém se apercebeu do significado. A escolha do casaco tem a ver com moda, com estilo, não tem a ver com mais nada”. 

QUAIS ERAM OS ESTADOS CONFEDERADOS DA AMÉRICA

Os Estados Confederados da América (Confederate States of America, em inglês; abreviação: CSA), também conhecida como A Confederação (The Confederacy, em inglês) formaram uma unidade política em 4 de fevereiro de 1861. A confederação nasceu com seis Estados do Sul, agrário e escravista, dos Estados Unidos - Alabama, Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Louisiana e Mississipi - após o abolicionista Abraham Lincoln ter vencido as eleições presidenciais de 1860. Jefferson Davis foi escolhido como o primeiro Presidente dos Estados Confederados da América no dia seguinte, e foi o único a presidir da Confederação até ser capturado pela União, em 10 de abril de 1865,[1] um dia após a rendição incondicional das tropas confederadas em Appomattox.

Um mês depois, em 4 de março de 1861, Abraham Lincoln tornou-se o novo Presidente dos Estados Unidos. Em seu primeiro discurso como presidente declarou a ilegalidade da confederação. Embora não tendo declarado publicamente nenhuma intenção de invadir os estados do Sul, Lincoln disse que usaria a força para manter o controle das propriedades federais nos Estados da Confederação. Lincoln terminou o seu discurso com um pedido de restauração dos laços da União. O Sul, particularmente, a Carolina do Sul, ignorou o pedido, e em 12 de abril, o Sul atacou as tropas federais no Fort Sumter, em Charleston, Carolina do Sul, até que as tropas federais se rendessem. Abraham Lincoln então conclamou os estados do Norte a cederem tropas para recapturar o forte, e assim, preservar a União. A maioria dos nortistas acreditavam que uma vitória rápida da União iria aniquilar a rebelião, e assim, Lincoln chamou apenas voluntários, para 90 dias. Isto levou mais quatro estados a se juntarem à Confederação. Virgínia foi um deles e a capital confederada foi mudada para Richmond, capital do Estado.

O Texas juntou-se à Confederação no começo de março. Seu antigo governador, Sam Houston, foi obrigado a se demitir, após ter recusado jurar em público a confiança e lealdade à Confederação. Estes sete Estados saíram dos Estados Unidos e tomaram o controle das instalações militares, portos e qualquer outra propriedade da União dentro dos limites da Confederação, assim desencadeando a Guerra Civil Americana. Os quatro estados que se juntaram à Confederação após a Batalha de Fort Sumter foram: Arkansas, Carolina do Norte, Tennessee e Virgínia. Missouri e Kentucky permaneceram oficialmente na União, mas grupos separatistas destes dois estados foram também aceitos como membros da Confederação, elevando o número de Estados-membros para 13. Durante a maior parte de seus quatro anos de existência, a Confederação esteve envolvida na Guerra Civil Americana, na maioria das vezes, em defesa contra ataques da União.

Os cinco governos do Território Indígena - que se tornaria no Estado de Oklahoma em 1907 - também apoiavam a Confederação, bem como o Território do Arizona.


Nem todos os Estados nos quais a escravidão era legal se juntaram à Confederação. Em 1861, a lei marcial foi declarada em Maryland, o Estado que cerca a capital americana, Washington, DC, para bloquear quaisquer tentativas no estado de separação. O Delaware, também um Estado escravista, nunca considerou juntar-se à Confederação, bem como a capital Washington, DC, em que muitos dos habitantes simpatizavam com a Confederação. Em 1863, durante a guerra, um grupo político a favor da União, no Estado confederado da Virgínia, declarou a secessão de 48 condados do noroeste do Estado, formando assim a Virgínia Ocidental, que logo se juntou à União.

Justamente por ser símbolo de racismo, a referida bandeira deixou este verão de simbolizar o Capitólio estadual da Carolina do Sul. Contudo, Kanye West usa-a na sua linha de roupa. 

Tag: Anselmo Ralph Racista, Casaco de Anselmo Ralph Racista, O Casaco usado por Anselmo Ralph. Anselmo Ralph Racismo, Racismo Anselmo Ralph Fotos Caso de Anselmo Ralph Racista. Anselmo Ralph é Racista.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES