Partilha Nossa Página no Facebook LISTA DE ANIMAIS IMPUROS PARA A RELIGIÃO ~ Canal 82 | Agência de Notícias

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

LISTA DE ANIMAIS IMPUROS PARA A RELIGIÃO



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 25 Novembro 2015:

O porco é considerado um animal impuro no judaísmo, no islamismo e no cristianismo (Adventistas) por não ruminar.

Estes são os animais considerados impuros segundo Levítico 11 e Deuteronômio 14 :
  • Morcego
  • Camelo
  • Camaleão
  • Hyracoidea
  • Cormorant
  • Cuculidae (cuckoo)
  • Águia
  • Furão
  • Sapo
  • Abutre do Egito
  • Milhafre
  • Bubo ascalaphus
  • Lebre
  • Gavião
  • Ardeidae
  • Lapwing
  • Mocho-galego
  • Lagarto
  • Mole (animal)
  • Rato
  • Falcão da Noite
  • Águia pesqueira
  • Abutre-barbudo
  • Strigiformes
  • Pelicano
  • Porco
  • Corvo
  • Caracol
  • Ciconiidae
  • Porco doméstico
  • Tartaruga
  • Abutre
  • Mustela
O QUE DIZ A BIBLIA SOBRE ANIMAIS IMPUROS

Segundo o Islão, o porco é absolutamente impuro, e a sua carne, a gordura, etc., bem como o uso do seu coero ou de quaisquer outras partes, são estritamente proibidas: Allah disse em várias passagens do al-Qur´an sagrado: "São-vos proibido para alimentação: a carne putrefata, o sangue, a carne de porco.

Para os cristãos não existe nenhuma lei que proibe comer carne de porco. A dúvida nasce da lei existente entre muçulmanos e judeus que proibe o uso da carne de porco (e outros animais: camelo, coelho e lebre – Veja Levíticos 11,4-7). Essa lei tem a ver com o estado de pureza. Para os judeus, só quem é puro pode se aproximar de Deus. Contudo, é importante observar que, segundo a lei de Moisés, o estado de pureza não significa necessariamente um estado moral, mas é uma situação que tem relação sobretudo com as celebrações rituais. O Corão permite, em caso de necessidade, comer carne de porco (Sura 2,173; 5,3b) e nada diz sobre carne de camelo, coelho e lebre.

Os cristãos deixaram de lado essa prática muito cedo. Há dois textos basilares que nos ajudam a compreender a visão cristã. O primeiro se encontra no evangelho de Marcos (7,14:23):

14 Em seguida, Jesus chamou de novo a multidão para perto dele e disse: «Escutem todos e compreendam: 15 o que vem de fora e entra numa pessoa, não a torna impura; as coisas que saem de dentro da pessoa é que a tornam impura. 16 Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.»

  
17 Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. 18 Jesus disse: «Será que nem vocês entendem? Vocês não compreendem que nada do que vem de fora e entra numa pessoa pode torná-la impura, 19 porque não entra em seu coração, mas em seu estômago, e vai para a privada?» (Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros). 20 Jesus continuou a dizer: «É o que sai da pessoa que a torna impura. 21 Pois é de dentro do coração das pessoas que saem as más intenções, como a imoralidade, roubos, 22 crimes, adultérios, ambições sem limite, maldades, malícia, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. 23 Todas essas coisas más saem de dentro da pessoa, e são elas que a tornam impura.» Outro texto está em Atos dos Apóstolos 10,13-15:

No dia seguinte, enquanto eles estavam a caminho e se aproximavam da cidade, ao meio-dia Pedro subiu ao terraço para rezar. 10 Sentiu fome e quis comer; mas enquanto preparavam a comida, Pedro entrou em êxtase. 11 Viu o céu aberto e uma coisa que descia para a terra; parecia uma grande toalha sustentada pelas quatro pontas. 12 Dentro dela havia todo tipo de quadrúpedes, e também répteis da terra e aves do céu. 13 E uma voz lhe disse: «Levante-se, Pedro, mate e coma!» 14 Mas Pedro respondeu: «De modo nenhum, Senhor! Porque eu jamais comi coisa profana e impura!» 15 A voz lhe disse pela segunda vez: «Não chame de impuro o que Deus purificou.» 16 Isso repetiu-se por três vezes. Depois a coisa foi recolhida ao céu.
 Segundo o Islão, o porco é absolutamente impuro, e a sua carne, a gordura, etc., bem como o uso do seu coero ou de quaisquer outras partes, são estritamente proibidas: Allah disse em várias passagens do al-Qur´an sagrado: "São-vos proibido para alimentação: a carne putrefata, o sangue, a carne de porco.

Para os cristãos não existe nenhuma lei que proibe comer carne de porco. A dúvida nasce da lei existente entre muçulmanos e judeus que proibe o uso da carne de porco (e outros animais: camelo, coelho e lebre – Veja Levíticos 11,4-7). Essa lei tem a ver com o estado de pureza. Para os judeus, só quem é puro pode se aproximar de Deus. Contudo, é importante observar que, segundo a lei de Moisés, o estado de pureza não significa necessariamente um estado moral, mas é uma situação que tem relação sobretudo com as celebrações rituais. O Corão permite, em caso de necessidade, comer carne de porco (Sura 2,173; 5,3b) e nada diz sobre carne de camelo, coelho e lebre.

Os cristãos deixaram de lado essa prática muito cedo. Há dois textos basilares que nos ajudam a compreender a visão cristã. O primeiro se encontra no evangelho de Marcos (7,14:23):

14 Em seguida, Jesus chamou de novo a multidão para perto dele e disse: «Escutem todos e compreendam: 15 o que vem de fora e entra numa pessoa, não a torna impura; as coisas que saem de dentro da pessoa é que a tornam impura. 16 Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.»
   

17 Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. 18 Jesus disse: «Será que nem vocês entendem? Vocês não compreendem que nada do que vem de fora e entra numa pessoa pode torná-la impura, 19 porque não entra em seu coração, mas em seu estômago, e vai para a privada?» (Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros). 20 Jesus continuou a dizer: «É o que sai da pessoa que a torna impura. 21 Pois é de dentro do coração das pessoas que saem as más intenções, como a imoralidade, roubos, 22 crimes, adultérios, ambições sem limite, maldades, malícia, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. 23 Todas essas coisas más saem de dentro da pessoa, e são elas que a tornam impura.» Outro texto está em Atos dos Apóstolos 10,13-15:

No dia seguinte, enquanto eles estavam a caminho e se aproximavam da cidade, ao meio-dia Pedro subiu ao terraço para rezar. 10 Sentiu fome e quis comer; mas enquanto preparavam a comida, Pedro entrou em êxtase. 11 Viu o céu aberto e uma coisa que descia para a terra; parecia uma grande toalha sustentada pelas quatro pontas. 12 Dentro dela havia todo tipo de quadrúpedes, e também répteis da terra e aves do céu. 13 E uma voz lhe disse: «Levante-se, Pedro, mate e coma!» 14 Mas Pedro respondeu: «De modo nenhum, Senhor! Porque eu jamais comi coisa profana e impura!» 15 A voz lhe disse pela segunda vez: «Não chame de impuro o que Deus purificou.» 16 Isso repetiu-se por três vezes. Depois a coisa foi recolhida ao céu.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES