Partilha Nossa Página no Facebook 2016 SERÁ O PIOR ANO DA ECONOMIA ANGOLA ~ Canal 82 | Agência de Notícias

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

2016 SERÁ O PIOR ANO DA ECONOMIA ANGOLA



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 30 Novembro 2015:

Nível de receitas inferior e menor espaço de manobra orçamental criam pressão sobre o Governo de Eduardo dos Santos, indica a revista britânica.

A Economist Intelligence Unit (EIU) considera que o Governo de Angola "tem um ano duro pela frente" porque vai ter de responder às expectativas da população apesar de ter menos receitas fiscais e espaço de manobra.

"O Governo tem um ano duro pela frente, porque vai ter de responder às expectativas cada vez maiores, mas tem um nível de receitas mais baixo e menos espaço de manobra orçamental", escrevem os analistas da unidade de análise económica da revista britânica 'The Economist'.

Numa análise ao Orçamento do Estado para 2016, enviada aos investidores e a que a Lusa teve acesso, a EIU apresenta alguns dos números do exercício para o próximo ano e critica a redução do montante percentual para o desenvolvimento económico, que desceu para 13,17%, menos de metade do ano anterior.

"Esta alocação de verbas, resultado da descida das receitas do petróleo, é possivelmente um movimento que mostra 'vistas curtas', dada a necessidade maior do que nunca do país diversificar a sua economia e afastar-se do petróleo", dizem os analistas, que antecipam um défice orçamental de 5,8% este ano, acima da previsão de 4,2% de défice pelo Governo, este ano.

Considerando que suster a inflação vai ser uma tarefa difícil, que deverá duplicar para perto de 15% até ao final deste ano, os analistas da Economist chamam a atenção para a necessidade de não ser demasiado brusco nos cortes no setor público, que classificam de "inflacionado e ineficiente".

Outra das preocupações prende-se com a "fraca gestão orçamental, que é um fator subjacente à tendência de Angola para acumular atrasos nos pagamentos do Estado".

Este ano, diz EIU, não houve notícia de grandes atrasos, mas isto deve ter acontecido devido à revisão do Orçamento, em fevereiro, que originou um corte na despesa face à queda do preço do petróleo, "mas dada a dimensão da redução da receita e a lentidão administrativa, os atrasos são muito prováveis, e se forem grande vão adicionar pressão à crescente dívida pública do Governo".

Quase 30% de toda a despesa pública que Angola prevê pagar em 2016 corresponde a operações de dívida pública, contraída interna e externamente, no valor de 12,7 mil milhões de euros, segundo o Orçamento do Estado.

A proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2016 prevê receitas e despesas de 6.429.287.906.777 de kwanzas (44,7 mil milhões de euros), incluindo um défice nas contas de 5,5% do Produto Interno Bruto (PIB), obrigando a mais endividamento público.

Destas despesas, 28,53% correspondem, segundo o OGE, a operações (pagamento) de dívida pública, no valor de 1.834.450.198.221 de kwanzas (12,7 mil milhões de euros), das quais quase 60% contraída no exterior.

O OGE para 2016 está em discussão nas comissões de especialidade da Assembleia Nacional, devendo ser votado a 11 de dezembro.

O Governo angolano prevê aumentar o 'stock' de dívida pública no próximo ano para 49,2 mil milhões de dólares (46,2 mil milhões de euros), equivalente a metade da riqueza nacional a gerar pelo país em 2016.

O OGE para 2016 estima que o 'stock' de dívida pública "esperado" para o próximo ano será de 49,7% do PIB, ou seja, metade de toda a riqueza produzida no país.

A dívida pública deverá aumentar o equivalente a 8,2% do PIB, cerca de 8,1 mil milhões de dólares (7,6 mil milhões de euros), tendo em conta o OGE de 2016, comparando com a previsão que o Governo fazia há precisamente um ano, na preparação do orçamento deste ano.

Desde o segundo semestre de 2014 que Angola vive uma crise económica, financeira e cambial, devido à queda da cotação do barril de petróleo no mercado internacional, o que tem vindo a obrigar a aumentar o endividamento público, apesar do corte de um terço na despesa pública projetada inicialmente para este ano.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

FRASES DE AUGUSTO KENGUE CAMPOS

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

FRASES DE AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES (BAIXAR)

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES