Partilha Nossa Página no Facebook VENCEDORES DO PRÉMIO NOBEL 2015 ~ Canal 82 | Agência de Notícias

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

VENCEDORES DO PRÉMIO NOBEL 2015



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 08 Outubro 2015:

Criadores de terapias contra malária e verminose levam Nobel de Medicina.
Prêmios de Física, Química e Paz ainda devem ser anunciados na semana.


PRÉMIO NÓBEL DA MEDICINA



Nesta segunda-feira (5), o prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia foi concedido aos cientistas William C. Campbell, irlandês, e Satoshi Omura, japonês, por criarem novas terapías para combater doenças causadas por vermes nematódeos e para YouYou Tu, chinesa, por desenvolver uma nova terapia contra malária.
Os dois primeiros vencedores dividirão metade dos 8 milhões de coroas suecas do prêmio (US$ 963 mil), enquanto Tu ficará com a outra metade.
Campbell e Omura descobriram uma nova droga, avermectina, que reduziu radicalmente a incidência de oncocercose (a "cegueira dos rios") causada pelo verme Onchocerca volvulus, e pela filaríase linfática, infecção por trás da elefantíase, causada por vermes do gênero Filarioidea. Já Tu descobriu a artemisina, droga que combate os plasmódios, parasitas causadores da malária.


PRÉMIO NOBEL DA FÍSICA

O Prêmio Nobel de Física de 2015 foi concedido a Arthur B. McDonald, da Universidade Queens, do Canadá, e Takaaki Kajida, da Universidade de Tóquio, Japão pela descoberta de que os neutrinos, um tipo de partícula elementar, mudam de classe e possuem massa.
Ambos os físicos trabalharam em experimentos de detecção de neutrinos. Enquanto Kajita trabalhou na Colaboração Super-Kamiokande, que estudava neutrinos produzidos por raios cósmicos na atmosfera terrestre, McDonald trabalhou no Observatório de Neutrinos de Sudbury, que estudava neutrinos produzidos no Sol.
Até então, a maior parte dos físicos acreditava que os neutrinos eram partículas desprovidas de massa, como o fóton, a partícula de luz. A descoberta ajudou a consolidar a noção de que o Modelo Padrão, a teoria vigente da física de partículas, não é ainda uma descrição completa da realidade. Físicos continuam a estudar neutrinos em experimentos na pista sobre como aprimorá-la.

PRÉMIO NÓBEL DA QUIMICA

O Prêmio Nobel de Química de 2015 foi para três pesquisadores que descobriram mecanismos biomoleculares naturais que reparam erros no DNA, a molécula que contém as informações para o desenvolvimento e funcionamento dos seres vivos. Paul Modrich, 68, americano, Aziz Sancar, 69, turco e Tomas Lindahl, 77, sueco, dividem a premiação.
O DNA é uma molécula relativamente instável e sua composição pode ser danificada por diversos fatores. Os Lindahl, Sancar e Modrich descobriram cada um deles mecanismos que existem em praticamente todos os seres vivos e servem como "caixas de ferramentas" naturais para consertar esses defeitos que surgem espontaneamente.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES