Partilha Nossa Página no Facebook UGP CELEBRA 39º ANIVERSÁRIO ~ Canal 82 | Agência de Notícias

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

UGP CELEBRA 39º ANIVERSÁRIO



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 01 Outubro 2015:
DR / JA

O ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, repudiou ontem em Luanda a ingerência nos assuntos internos de outros Estados, com recurso a métodos cada vez mais subtis para derrubar governos democraticamente eleitos, sempre com o argumento de falta de democracia.

João Lourenço afirmou que se assiste com maior frequência à violação grosseira dos mais elementares princípios do Direito Internacional, como por exemplo o desrespeito da vontade dos povos expressa nas urnas. O ministro da defesa nacional representou o Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, José Eduardo dos Santos, na cerimónia que assinalou o 39º aniversário da Unidade de Guarda Presidencial (UGP) e lembrou que a história recente demonstra que as tentativas de exportação de modelos de governação e de organização das sociedades para outros países com estágios de desenvolvimento económico, cultural e científico muito diferentes, falhou redondamente e com consequências nefastas até para os promotores. 

O ministro defende, por isso, a permanente prontidão para a defesa das instituições e das conquistas duramente alcançadas. 

João Lourenço afirmou que a Unidade de Guarda Presidencial, sendo um dos pilares das Forças Armadas Angolanas, está fortemente enraizada nos princípios da defesa da soberania, da paz e da unidade nacional, observando escrupulosamente os supremos objectivos e os valores inalienáveis da honra, da responsabilidade, da disciplina e do sentimento profundo de fidelidade ao Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas e à Pátria.

O ministro da Defesa Nacional afirmou que é pertinente a contínua preparação e adestramento da Unidade de Guarda Presidencial (UGP) no sentido de elevar o seu nível de organização e de operacionalidade. João Lourenço lembrou que “nos dias que correm enfrentamos enormes desafios no domínio da defesa da independências, da soberania e das instituições democraticamente eleitas”. 

“É justo reconhecer que os militares da Unidade de Guarda Presidencial são uma tropa bem treinada, mentalmente forte, dotada de incomensurável capacidade operacional e de heróica determinação”, disse. Criada a 30 de Setembro de 1976, por orientação do então Presidente Agostinho Neto, a Unidade de Guarda Presidencial tem vindo a crescer acentuadamente e demonstrado desde sempre um engajamento e condutas irrepreensíveis, mesmo diante de circunstâncias adversas. Ao longo dos seus 39 anos de existência, a instituição sofreu várias transformações, reestruturações e mudanças, de modo a adaptar-se aos desafios do futuro.

Tag: UGP Angola, Unidade Guarda Presidencial, Luanda.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES