Partilha Nossa Página no Facebook HISTÓRIA, VIDA E OBRA DE JEAN PIAGET ~ Canal 82 | Agência de Notícias

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

HISTÓRIA, VIDA E OBRA DE JEAN PIAGET



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 16 Setembro 2015:
DR / RA

Jean William Fritz Piaget é o nome que se confunde com pedagogia embora seja principalmente reconhecido como biólogo, epistemólogo, filósofo e cientista. Nasceu a 9 de Agosto de 1896, em Neuchâtel, Suíça, e morreu a 16 de Setembro de 1980, em Genebra. Dedicou a sua vida aos estudos no campo da inteligência infantil, tendo mudado a forma como até meados do século XX se encarava o desenvolvimento do processo cognitivo humano e os seus princípios básicos.

Apesar da inteligência infantil ser a base das suas dissertações, Piaget queria deslindar o processo de aquisição e desenvolvimento do conhecimento humano, no qual defendia que a criança é o único ser que intervém activamente.

A curiosidade pela biologia revelou-se desde tenra idade e resultou aos 11 anos no seu primeiro livro científico sobre um pardal albino. Nessa época, trabalhava como voluntário no Museu de História Natural da sua cidade natal, o que ajudou a incitar a sua paixão pelos estudos.

De acordo com a fundação homónima, na Suíça, Piaget tinha o hábito de anotar todas as suas ideias, numa regra de em média quatro páginas por dia. Estima-se que ao longo da sua vida de estudos tenha redigido entre 70 a 100 mil páginas de manuscritos, que acabaram por servir de base a mais de 700 publicações originais, entre 80 livros co-escritos, editados ou co-editados,  entre 1907 e 1980.

Aos 22 anos, em 1918, concluía um doutorado em Biologia na Universidade de Neuchâtel, onde também estudou filosofia. Um ano mais tarde, data em viajou para Paris para trabalhar no Instituto Jean-Jacques Rousseau, desenvolvia os primeiros testes de leitura em crianças em idade escolar, com o intuito de investigar o processo racional com base nos erros dados pelas crianças. 
Três anos mais tarde, Piaget instala-se em Génova, cidade onde se desenrola a maior parte da sua carreira universitária e onde se casa com Valentine Châtenay, em 1923. 
Entre 1925 e 1930 nascem os três filhos do casal, Jacqueline, Lucienne e Laurent Piaget, que seriam as personagens principais de três das mais importantes obras de psicologia científica do século XX. A convivência diária e observação detalhada da interacção com os filhos permitiu a Piaget gerar novas teorias sobre a cognição humana e escrever O nascimento da inteligência na criança, 1936, A construção do real na criança, 1937, e A formação do símbolo na criança, 1945.

Os quatro estágios do processo de desenvolvimento cognitivo

Na trilogia, Piaget contraria as teorias do conhecimento inato e condicionado pelo ambiente como advogado pelo behaviorismo (corrente da psicologia cujo objecto de estudo é o comportamento humano) e de Gelstat (psicologia da forma).
Os seus estudos dividem-se em três campos de investigação: a psicologia do desenvolvimento, a teoria cognitiva e a epistemologia genética. Neste último, tido como o mais importante, a essência do seu trabalho interdisciplinar, que contou com a colaboração de especialistas de várias áreas, ensina que o conhecimento é um processo que evolui progressivamente através de estruturas de raciocínio, divididas em quatro estágios (Sensório-motor, do nascimento aos 18 meses, Pré-operatório, do 18º mês aos 8 anos de vida, Operatório concreto, dos 8 aos 12 anos, Operatório formal, dos 12 aos 15 anos).
Na sua visão, dentro destes quatro estágios, a criança é a própria construtora activa do conhecimento e de forma constante, ao contrário do que dizia a pedagogia tradicional, que a criança nasce vazia de conhecimento.

Ao entender como acontece o processo de desenvolvimento de aprendizagem, Piaget conclui que podem-se desenvolver novos métodos pedagógicos mais eficientes, por forma a aperfeiçoar ou substituir os sistemas de ensino já existentes e que se adeqúem à forma de ser e pensar de cada indivíduo.
Enquanto prosseguia os seus estudos, o epistemólogo foi professor em várias universidades europeias, tendo sido o único suíço a ser convidado para leccionar na renomada Sorbonne em Paris, onde permaneceu de 1952 a 1963.
O reconhecimento pela sua dedicação e pertinência aconteceu ainda na juventude, quando aos 17 anos, o director do Museu de História Natural de Génova, Maurice Bedot, convidava-o para ocupar o lugar de assistente de malacologia (vertente da zoologia que estuda os moluscos). 53 anos depois, em 1966, Piaget contabilizava 14 doutorados honoris causa, que entretanto totalizam mais de 30 em instituições de ensino pelo mundo inteiro.
Na dezena de prémios científicos que lhe foram atribuídos, destacam-se os internacionais Erasme, em 1972, e Balzan, em 1980. Mas a recompensa maior aconteceu através da Fundação Rockfeller, entre 1953 e 1954, que apoiou financeiramente a criação de um Centro Internacional de Epistemologia Genética, onde Piaget aprofundara a investigação interdisciplinar, conciliando a lógicafísica,matemáticapsicologiabiologia, sociologia e epistemologia.
Em 1954 Piaget assumia a presidência da União Internacional de Psicologia Científica, cargo que ocupou até 1957, dando continuidade aos seus estudos em várias publicações, entre elasEstudos de Epistemologia Genética, publicado anualmente até ao ano da sua morte, 1980.

Tag: Biografia Completa de Jean Piaget, Vida e Obra de Jean Piaget, Quem foi jean piaget, onde nasceu jean piaget. Teoria de Jean Piaget PDF.

PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES