Partilha Nossa Página no Facebook ALFABETISMO EM ANGOLA: 73% DOS ANGOLANOS SÃO ALFABETIZADOS, DIZ JORNAL DE ANGOLA ~ Canal 82 | Agência de Notícias

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

ALFABETISMO EM ANGOLA: 73% DOS ANGOLANOS SÃO ALFABETIZADOS, DIZ JORNAL DE ANGOLA



AUGUSTO CAMPOS | LUANDA, 10 Setembro 2015:
DR / JA

A taxa de analfabetismo em Angola desceu 11% entre 2003 e 2011, tendo passado de 44% para 33%. Segundo o Ministro da Educação angolano, Pinda Simão, a previsão do governo é reduzir substancialmente o analfabetismo até 2025. O índice de analfabetismo em Angola caiu mais de 68 por cento em 40 anos de independência nacional, de acordo com números divulgados hoje em Luanda pelo ministro da Educação, Pinda Simão.

A posição foi transmitida pelo governante durante a comemoração nacional do Dia Internacional da Alfabetização, tendo acrescentado que só na primeira fase da campanha de 2015 aprenderam a ler e a escrever mais de 432 mil angolanos.
"A alfabetização constitui uma das chaves necessárias para promover o desenvolvimento sustentável, sendo um fator determinante da mudança e um instrumento prático de empoderamento do que respeita às vertentes principais do desenvolvimento sustentável: o desenvolvimento económico, o desenvolvimento social e a proteção do ambiente", afirmou Pinda Simão.
O ministro da Educação de Angola recordou que 85% da população nacional não sabia ler nem escrever em 1975, ano em que o país se tornou independente de Portugal.
Essa taxa atingiu em 2014 os 27%, disse ainda.
"A educação é por isso um direito fundamental e um instrumento-chave para a mudar as atitudes, comportamentos e estilos de vida", assumiu Pinda Simão.
Segundo dados revelados em junho passado pelo Diretor Nacional para a Educação de Adultos, Makulo Valentim, nos últimos três anos foram alfabetizados 2.695.158 angolanos, 70% dos quais mulheres.
Este número representa mais de 10% da população nacional, contabilizada em 2014 em 24,3 milhões de pessoas.
Angola tem em curso desde 2012 um plano estratégico para a revitalização da alfabetização, tendo o Ministério da Educação lançado, na sequência, a Campanha Nacional da Alfabetização, que permitiu passar de 7.644 técnicos alfabetizadores para 19.418.
Já segundo o relatório social de 2014 da Universidade Católica de Angola, as mulheres são, ainda, as que em menor número fazem parte das turmas de alfabetização em todo o país.
"Nas áreas rurais, onde sobretudo razões culturais estão na base dessa ausência, em função da predominância da ordem patriarcal, apenas 37,3% das mulheres entre os 20 e os 40 anos sabem ler e escrever, contra mais de 80% das áreas urbanas", aponta o documento, a que a Lusa teve acesso.
O relatório conclui pela "prevalência do analfabetismo nas áreas rurais e nas províncias do interior", em comparação com as cidades e as regiões do litoral.

Tag: Alfabetização em Angola, Analfabetismo em Angola, Taxa de Alfabetizados em Angola.
PARTILHA NO FACEBOOK COM AMIGOS...

AUGUSTO KENGUE CAMPOS

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

LIVRO: O MISTÉRIO DAS RELIGIÕES

DIVULGA-TE AQUI...

DIVULGA-TE AQUI...

PROMOVA TEU EVENTO AQUI...

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

MÚSICO, PROMOVE-TE AQUI

ENVIE-NOS NOVIDADES

ENVIE-NOS NOVIDADES